Colunas

Um processo de transformação digital exitoso começa desde a avaliação da plataforma de TIC

Um processo de transformação digital exitoso começa desde a avaliação da plataforma de TIC

Según datos de Oxford Economics, un 84% de los clientes identifican los procesos de Transformación Digital (TD) como críticos para sus organizaciones, sin embargo, sólo un 15% dispone de una red preparada para enfrentar de manera eficiente estos procesos.

Segundo dados de Oxford Economics, 84% dos clientes identificam os processos de Transformação Digital (TD) como críticos para suas organizações, no entanto, apenas 15% dispõem de uma rede preparada para enfrentar de maneira eficiente estes processos.

IDC, por sua vez, conta com estudos que apontam que as falhas em infraestrutura de TIC representam um custo de US$ 100.000 por hora em média.

Por isto, em países desenvolvidos como nos EUA, foram estabelecidas práticas, onde é fundamental manter a rede de comunicações com visibilidade correta (segundo um modelo de lifecycle management), protegendo e otimizando – quando corresponda – o legacy existente e, acima de tudo, mantendo as vulnerabilidades sob controle. Este modelo de gestão permite melhorar a eficiência operacional, reduzindo risco e resolvendo problemas de rede de maneira mais ágil, aproximadamente 80% mais rápido. Isto permite integrar um esquema de valor para o cliente, tomando ações com os alertas que vão sendo identificados de forma contínua. A premissa é – então – começar com uma correta identificação do parque de ativos da rede, para em seguida expor as ações corretivas prioritárias a serem realizadas, em relação aos objetivos de negócio do cliente.

As organizações requerem cada vez mais especialização no funcionamento das redes, com o objetivo de tornar mais simples e confiável a experiência para o usuário final. Isto requer uma arquitetura de TIC adequada (flexível e robusta ao mesmo tempo) e dispositivos de rede capazes de suportar os milhares de dispositivos que se conectam, para que o usuário tenha uma experiência de uso idealmente amigável, eficiente, rápida e, acima de tudo, segura.

Neste cenário, o usuário final raramente se inteira que a rede sofre ataques constantes – tanto internos como externos – ou que o transporte de seus dados está exposto a vulnerabilidades da infraestrutura, ou que a rede à qual se conecta possui equipamento antigo, que é incapaz de entregar um serviço de alta velocidade e com riscos não controlados. Por isto, o setor hoje está focado em realizar os processos de transformação digital com o apoio de provedores especializados, o que permite ir superando etapas para ir crescendo de acordo com as prioridades na estratégia digital do cliente. O objetivo primordial é que tudo o que se possa conectar à Internet, que se conecte, que o que faça sentido automatizar, que se automatize, que os sistemas tenham a capacidade de analisar a big data, mas sempre protegendo a segurança dos dados end to end.

Os provedores de TI acreditamos que a melhor prática nos processos de TD é colocar a tecnologia a serviço do cliente, de maneira que esta possa se alinhar com suas necessidades de negócio.

Para isso, sugere-se iniciar o processo com uma conversação para entender os objetivos e estratégia do cliente, para, em seguida, começar a realizar um levantamento da base instalada e avaliar a criticidade para o negócio de cada dispositivo ou parte identificada. Com isso, ao final do processo, teremos uma série de recomendações e sugestões para que o cliente possa realizar as ações recomendadas no campo de segurança, lifecycle & asset management e proteção de ativos.

Para alcançar processos de TD eficientes, que protejam os investimentos em TIC das organizações, nos propomos assessorar a ter a visibilidade adequada, que permita estabelecer cursos de ação e prioridades para enfrentar um processo de transformação que esteja alinhado com seus objetivos de negócio.

Entre em contato conosco
Selecione um país
Company
Name
E-mail
Serviço de interesse
Message