Uma estrada de informação: “Bônus Eletrônico” revoluciona o sistema de atendimento de Saúde

Cliente: Fundo Nacional de Saúde, Isapres (Seguradoras), Prestadores do Sistema de Saúde Indústria: Saúde Solução: Pagamento eletrônico para atendimento de Saúde

Resumo

O uso da digital como meio de identificação e bônus eletrônico (autorização eletrônica) nas clínicas e hospitais foi uma das principais inovações tecnológicas da indústria da Saúde no Chile durante os últimos anos.

Em cada transação é validada a identidade do paciente, valorizada e autorizada cada prestação pelo segurador e, caso corresponda, pelo seguro complementar de forma adicional. O beneficiário pode pagar os valores não cobertos pelo seguro com algum dos 18 cartões de crédito habilitados usando somente sua digital e na mesma hora.

Semanalmente, o sistema recebe o dinheiro das Empresas de Seguro e dos Cartões de Crédito, com o qual paga as transações realizadas às 1.800 instituições de saúde, realiza as faturações eletrônicas respectivas e publica as contas correntes para cada um dos atores do processo via internet.

Necessidade de negócio

A necessidade de uma estrada de informação

A emissão eletrônica de bônus (autorizações eletrônicas) nos centros de saúde autorizados vem substituir a tradicional venda ou autorização de atendimento de saúde (BAS) que, no passado, eram feitos nas filiais e outras entidades delegadas de venda das diferentes instituições financiadoras de Saúde, permitindo sua emissão direta no mesmo lugar, a qualquer momento em que o prestador (centro médico) realiza o atendimento.

A solução desenvolvida pela SONDA foi o ponto de partida para que surgisse uma empresa, a I-Med, enfocada em comercializar e implantar o sistema de bônus eletrônico aos diferentes atores do mercado da Saúde. A I-Med conseguiu se transformar, em seus quatro anos de operação, em uma verdadeira estrada de informação que torna mais ágil, transparente e rápida as complexas transações inter-institucionais que se originavam no momento em que um paciente solicitava atendimento em um centro de Saúde.

A I-Med é uma empresa que nasce a partir de uma proposta da FONASA, que licitou todos seus sistemas, como a emissão dos bônus tradicionais, licenças médicas e recolhimento, mas além disso incorporou um capítulo que continha uma inovação dentro do âmbito da emissão de bônus: o bônus eletrônico. No mercado já existia um sistema de bônus eletrônico, mas era um sistema fechado e exclusivo para um grupo de planos de saúde que formaram a empresa desenvolvedora, Atesa (Banmédica, Consalud e Promepart).

O desenvolvimento do produto foi realizado 100% pela SONDA, e entre as TI empregadas, contou-se com o monitor transacional Tuxedo, que permite gerir uma grande quantidade de transações simultâneas, e a tecnologia ORDEN Dag Web, que permite gerar aplicações embutidas em um browser, facilitando deste modo a futura expansão do sistema, assim com a distribuiçao de versões sem ter que reinstalar a aplicação em cada prestador, pois a atualização é feita através da rede.

Solução

A entrada em operação do sistema

Os prestadores, a partir desta solução, podem operar de três maneiras com a I-Med. A primeira é a venda direta, o que significa que o prestador tem uma aplicação de caixa e venda com a I-Med; na solução intermediária a I-Med só emite o bônus e assume-se que a caixa tem o prestador; e uma terceira, que é a modalidade interface, onde o prestador entra a partir do seu sistema, que faz interface com a I-Med e emite o bônus. Isso significou um novo desafio, pois todos os prestadores têm códigos diferentes dos planos de saúde para as prestações, assim que homologamos estes códigos, consolidando uma linguagem comum para os mundos dos financiadores e dos prestadores. No fundo, construimos uma estrada moderna e robusta de informação, que permite que o sistema opere corretamente.

Logo veio o processo de expansão, onde foram se integrando os prestadores, e então uma verificação com os financiadores. Além disso, foi implementada uma modalidade de pagamento para os usuários com cartões comerciais.

Resultados

Os benefícios para o usuário se traduzem em benefícios para a instituição

Graças ao sistema de bônus eletrônico, melhora a percepção que os pacientes de todas as classes sociais têm do serviço entregue pelos prestadores e planos de saúde. Além disso, permite-se atender todas as pessoas que tiveram seus documentos extraviados que lhe permtiam ser atendidos ou pagar, como a identidade, credencial de plano de saúde, cartões de lojas, entre outros.

Neste momento, não só no Chile ou na América Latina, mas no mundo todo, temos a consciência da complexidade do mercado da saúde. No atendimento de cada um dos paciente muitas instituições interagem, tanto pelo lado dos financiadores e seguradores, como pelo lado dos prestadores: o médico de cabeceira, os especialistas, o hospital ou a clínica, a ambulância, o laboratório e a farmácia, entre outros. São ainda mais atores se o pagamento é com cartão de crédito, seja bancário ou de alguma loja. A necessidade de vislumbrar a medicina como um âmbito de muitos serviços integrados faz com que as insituições tomem consciência da importância de contar com um sistema integrado que lhes permita operar de maneira eficiente e entregar serviço de valor agregado aos seus pacientes.

Beneficios

  • Bônus eletrônicos
  • Sistema de pagamentos para seguradores e prestadores
  • Verificação biométrica
  • 8,3 millhões de pessoas registradas
  • 3,1 milhões de transações mensais
  • 13.718 pontos de atendimento